blog

Você chega ao salão de beleza e bate aquela dúvida: o que fazer primeiro? Corte ou coloração? Parece uma pergunta fácil, mas a ordem dos tratamentos pode alterar bastante o resultado final dos seus fios. Por isso, se você está pensando em mudar o tamanho das madeixas, a melhor opção é colorir só depois do corte final. Assim você economiza tempo, dinheiro e fica muito mais linda!

1 – Fique menos tempo no salão

Depois do corte o cabelo fica menos denso e muito mais leve. Isso economiza o tempo e o trabalho do profissional, já que ele terá uma extensão menor de fios para criar a nova coloração. Além disso, depois de cortados, os fios ficam mais saudáveis e livres de pontas duplas. Isso ajuda (e muito!) na finalização da cor.

2 – Gaste menos 

Os cabelereiros geralmente cobram preços diferentes para a coloração, que variam de acordo com o comprimento do cabelo. Se os fios estiverem muito longos e você quiser radicalizar, por exemplo, o provável é que o preço da coloração saia bem mais caro. Então, vamos economizar, certo?

3 – Cuide das pontas mais claras

Para criar um visual praiano, o ideal é criar pontas mais claras que o comprimento e a raiz dos fios. Assim, se você corta os cabelos somente após colorir, toda a iluminação das pontinhas vão se perder e pode ser que você precise fazer o processo todo novamente.

4- O formato do corte define o tipo de coloração

Cada tipo de corte pode mudar a forma como seu rosto ficará moldado e isso também transforma a aparência dos fios. Por isso, o colorista avalia quais são os melhores pontos do cabelo para iluminar o rosto, realçar traços e criar profundidade. Por isso, se você corta os fios depois, todo esse trabalho pode ir por água abaixo.

WhatsApp chat